Quando ela aparece…

RELIGIÃOLuís Garcia

Milagres acontecem para aqueles que acreditam neles. Por que razão a virgem Maria nunca aparece a budistas, muçulmanos ou hindus que não ouviram falar dela? — Bernard Berenson

Maria en oracionNão querendo sequer entrar na discussão sobre a absoluta impossibilidade de realização do que a Igreja católica chama de milagres, vou (apenas) agora partir do princípio que eles acontecem de facto, de forma a analisar um tipo de milagre bem particular: a aparição da virgem Maria.

O facto da virgem Maria aparecer com diferentes cores de pele e traços raciais distintos, embora possa parecer uma contradição, certamente se explicará pela razão desta querer mostrar a sua proximidade e estreita relação com o povo escolhido por deus para receber uma determinada mensagem divina. Sagrada empatia!

Quanto a idiomas, em vida provavelmente Maria falaria hebraico (? – não sei!); nas suas milhenas de miraculosas aparições tem constantemente falado a língua do receptor da sua mensagem. Contradição? Não me parece, afinal Maria vive à cerca de 2000 mil anos no paraíso. O que lhe não deve ter faltado foi tempo e condições privilegiadas para aprender português, chinês ou até marciano.

O que de facto me perturba imenso é a constatação que Maria apenas apareceu até em hoje em culturas ou territórios onde se praticava o catolicismo ou onde pelo menos existia o conhecimento deste e o contacto com este. Poderão me dizer, contra-argumentando, que o que não faltam são relatos históricos de conversões de nativos americanos, judeus ibéricos, chineses, quiçá até pigmeus da África profunda, graças às miraculosas aparições de Maria. Sim, sem dúvida, mas todas essas conversões ocorreram num contexto de conhecimento e interacção com crentes da religião católica, não provando assim coisa nenhuma, nem a existência de deus, nem a verosimilhança das aparições.

Por que não apareceu a virgem Maria na América do Sul ou em África antes dos portugueses lá terem chegado? Se o tivesse feito, aquando da chegada dos portugueses, realizar-se-ia a tão procurada prova de deus, a prova de que a igreja católica seria a única e verdadeira religião deste mundo. Por um lado teria deus evitado que esses povos tivessem sido convertidos à lei da espada e da escravatura. Conversão por aparições divinas soa-me ser um processo bem mais benevolente. Mais importante ainda, havendo a certeza de jamais esses povos terem estabelecido entre si contactos num passado próximo ou longínquo, a única explicação plausível seria então que deus de facto existisse, e que este ou a sua mensageira de eleição, Maria, apareceriam de facto em milagrosas aparições…

Mas o facto factual é que nem Maria nem o deus católico jamais fizeram tal façanha. As aparições de Maria são reais apenas na mente de quem é católico e acredita em milagres. Crentes católicos cépticos da ocorrência de milagres não presenciam milagres. Crentes em milagres mas desconhecedores da igreja católica não terão nunca visões da virgem Maria. Não-crentes da igreja católica e da ocorrência de milagres escrevem textos como este…

Luís Garcia, Lituânia, 2012

FAÇA DOWNLOAD DESTE ARTIGO EM PDF:  PDF

Anúncios

One thought on “Quando ela aparece…

  1. Este artigo é antigo, de 2012, e fazia parte do primeiro blog.Pouco a pouco republicarei aqui alguns dos meus artigos favoritos do blog anterior. Hoje publico este artigo para oferecer algo aos leitores, enquanto continuo a finalizar o aspecto e o funcionamento do blog!
    Boas leituras!

    Gostar

Deixe uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s